terça-feira, 19 de maio de 2009

Trilogia - De volta para o futuro

A trilogia De volta para o futuro, foi uma das melhores séries de aventura de todos os tempos.
A saga começou em 1985, com De volta para o futuro. Produzido por Steven Spielberg, dirigido por Robert Zemeckis (Contato, Forrest Gump), com trilha sonora antológica de Alan Silvestri (Lilo & Stitch, O retorno da Múmia) e canção-tema indicada ao Oscar (The power of love, de Huey Lewis and the News), o filme foi um sucesso imediato!
Na semana de sua estréia atingiu o topo das bilheterias, além disso, foi uma das seis produções cinematográficas mais lucrativas dos anos oitenta, atrás apenas de E.T. - o extraterrestre, O retorno de Jedi, Um tira da pesada, Caçafantasmas e Batman.
De volta para o futuro - parte II (Back to the future part II), chegou aos cinemas em 1989 e tinha uma particularidade interessante... o filme acabava com um continua, no melhor estilo das histórias em quadrinhos ou seriados de televisão.
Um ano depois, entrou em cartaz De volta para o futuro - parte III (Back to the future part III), o capítulo final da trilogia, finalmente concluindo a saga de Hill Valley, cidade na qual se passa toda a aventura.

A história
"De volta para o futuro" começa em 1985, quando somos apresentados a Marty McFly (Michael J. Fox), um típico adolescente norte-americano, aborrecido com a vida que leva, seus pais submissos, e preocupado apenas em levar a namoradinha para acampar.
Seu único amigo é o excêntrico Dr. Brown (Christopher Lloyd), que chama o garoto para presenciar um revolucionário experimento científico. A partir daí, depois de alguns contratempos, Marty acaba a bordo da máquina do tempo montada no interior de um DeLorean (sonho de consumo de TODOS os que assistiram ao filme na época), e embarca em uma incrível viagem, com destino ao ano de 1955.
Desnecessário dizer que Marty acaba alterando a ordem natural dos acontecimentos do passado, o que prejudica diretamente o futuro e ameaça sua própria existência. A idéia torna-se recorrente na série e diversas cenas são repetidas inúmeras vezes, por pontos de vista diferentes ou ligeiramente alteradas. A produção também se utiliza de pequenas sutilezas, como o nome do Shopping Center de Hill Valley, para mostrar como pequenos acontecimentos acidentais alteram o curso do tempo.
De 1955, Marty volta a 1985, viaja ao longínquo 2015, volta a 85, acaba preso em 55, faz uma missão de resgate em 1885 e finalmente consegue voltar ao seu ano de origem. Claro que tantas idas e vindas no tempo acabam gerando diversos furos de roteiro e explicações pouco convincentes, mas, sinceramente, quem se importa? A palavra-chave aqui é diversão! :-)

O DVD
Lançada recentemente no Brasil, a caixa De volta para o futuro - A trilogia, além dos três filmes, tem também mais de dez horas de extras, tudo legendado em português. São making-ofs, documentários de bastidores, depoimentos do elenco e da equipe (incluindo Robert Zemeckis e o co-roteirista Bob Gale), erros de gravação, cenas cortadas, storyboards comparativos, galerias de imagens, mini-documentários sobre efeitos especiais, os três trailers de cinema, clipe da música Doubleback (ZZ Top) e o sempre divertido recurso dos pop-ups, curiosidades da produção que aparecem em uma caixa flutuante durante todos os filmes.
Fonte: Omelete

Um comentário:

CLEITON disse...

A TRIOLOGIA É EXCELENTE, EXCETO UMA PARTE DO III, HORA QUANDO MARTY VOLTA NO TEMPO PARA BUSCAR P PROFESSOR ELE NÃO TINHA GASOLINA, (FLEXA DE INDIO FUROU O TANQUE)MAS O PROFESSOR ESQUECEU QUE TINHA ENTERRADO A OUTRA MAQUINA QUE CERTAMNETE CONTINHA GASOLINA. SEI -LÁ NÉ FICOU FALTANDO ALGUMA EXPLICAÇÃO!!!ALGUÉM QUER COMENTAR?